Atiro a matar




“Atiro no primeiro que me Amar”


De olhar vago e aflito,

Entorpecida pelo êxtase da loucura

Sabe que não vai poder parar,

Procura a homicida em fuga,

Outrora amante suicida,

Súplicas de uma louca para voltar,

De olhar simples e intrincado,

Volta-se para outro lado,

E declarando-se casta e inocente,

Anuncia cálida, simplesmente,

Uma vontade louca e ardente,

De Matar




By Bollamaria

07/04/13



4 comentários:

Verruga disse...

Eu já vi que andas muito intimista, de qualquer forma cada um dos teus posts é um hino à beleza e à inteligencia. Posso estar a ser repetitiva , mas isto é o minimo que se pode dizer do que fazes, tanto aqui como na vida... és sempre uma fonte de inspiração.

Agora, atira sempre a matar , nunca dês tempo a que te façam isso a ti primeiro ahahahahahahahaha


Beijos doces e meigos rsssssss


P-Bolladequalquercoisa

07.04.14

BoLLamaria disse...

Esta da louca é dedicada a ti bolladequalquercoisa.
E que a louca fique por aqui assim muda e queda, neste cantinho virtual, onde navegam todas as almas, perdidas ou não, todas sobrevivem de maneira igual.

"Loucuras manchadas de amor"

Verruga disse...

Nã ligues quiducha, eu escolhi ser Bolladequalquercoisa, não foi à toa eheheh......, a verdade é que assumo várias formas e sabes que neste momento estou a pedir licença a um neurónio para mexer o outro. Pois claro que quem está aqui estampada sou eu daaaaaaaaaaaa, vou mas é dar banho ao cão até a lerdeza passar ihihihih............

Beijinhos fresquinhos

P-Bolladequalquercoisa

FAP-From Another Planet disse...

Puxa é logo a matar!!! :)

F.A.P.

07.04.20